Janeiro Branco: Cuide da saúde mental!

Tempo de leitura: 2 minutos

Assim como outros meses com campanhas de conscientização sobre a saúde, como o Outubro Rosa dedicado à orientação sobre o câncer de mama, o primeiro mês do ano é dedicado à saúde mental com a campanha Janeiro Branco.

A saúde mental durante muitas décadas foi negligenciada, porém o significativo aumento de casos observado fez com que a sociedade civil e o estado se organizassem em torno do tema para orientar sobre a importância da saúde mental.

Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) indicam que no Brasil  5,8% dos habitantes têm depressão (segundo país das Américas, apenas atrás dos Estados Unidos) e que 9,3% possuem algum transtorno de ansiedade, sendo a maior taxa mundial.

Assim, a campanha Janeiro Branco tem como objetivo valorizar a importância da saúde mental e emocional ao combater o adoecimento da população, evidenciando a urgência do tema e promovendo debates sobre a implementação de políticas públicas.

Aumento de casos 

O aprofundamento das desigualdades sociais somada ao isolamento devido às medidas de distanciamento por conta da pandemia de covid-19 tem feito com o número de pessoas com algum transtorno mental tenha aumentado.

Apesar da situação atípica, os cuidados não devem ser deixados de lado. Por isso é muito importante estabelecer rotinas de promoção do bem-estar, com horários para a realização de atividades (trabalho, estudos, tarefas), praticar exercícios físicos, manter hobbies (ler livros, assistir filmes, jardinagem, artesanato), assim como manter contato com amigos e familiares por videochamadas.

Esses são hábitos úteis para qualquer pessoa e que ajudam na manutenção do bem-estar e da qualidade de vida. No entanto, se qualquer problema emocional já se manifestou, é hora de procurar ajuda.

Quando buscar ajuda?

Procurar ajuda o quanto antes, assim como qualquer doença, é imprescindível para que o problema não evolua e o tratamento possa ter maior eficácia. Buscar auxílio e orientação profissional com médicos e psicólogos é a primeira etapa. 

Ao observar algum dos sinais a seguir, procure ajuda:

  • Sintomas de ansiedade (falta de ar, tremor, taquicardia, náuseas etc);
  • Depressão (fadiga, tristeza, mudança de humor, hábitos alimentares e no sono, entre outros aspectos);
  • Pensamentos obsessivos;
  • Tristeza profunda;
  • Mudança de humor repentina;
  • Desinteresse e isolamento;
  • Irritabilidade e sentimento de culpa, entre outros.

Superar os estigmas quanto ao tratamento da saúde mental é a missão do Janeiro Branco. A Central da Saúde apoia essa campanha e indica, como terapia auxiliar ao tratamento especializado à saúde mental, a acupuntura que atua na promoção de maior bem-estar ao tratar os sintomas da depressão e ansiedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *