Fonoaudiologia para crianças: quando é necessário?

Tempo de leitura: 4 minutos

A fonoaudiologia para crianças é uma área muito importante, capaz de ajudar os pequenos a desenvolverem melhor a linguagem oral, a audição, as articulações da fala e da voz, bem como a fluência na leitura e escrita dos sistemas orofacial.

Na prática, esse profissional ajudará a criança a se expressar e receber informações, ou seja, a compreender e ser compreendida, por meio da fala, da escrita, da leitura e da comunicação não verbal. Se o seu filho tem apresentado algumas dificuldades nesses setores, a visita ao fonoaudiólogo é capaz de ajudar bastante. Continue lendo este artigo e entenda melhor sobre a fonoaudiologia para crianças!

O que faz o fonoaudiólogo infantil?

São muitos os motivos que causam as dificuldades na linguagem, como problemas de vista, de audição ou neurológicos, além de fatores emocionais ou psicológicos. Alguns dos distúrbios mais comuns na infância são: troca de letras, gagueira, problemas de articulação, atraso na linguagem e dislexia.

O fonoaudiólogo infantil é o profissional que trabalhará na área da linguagem, ajudando a criança a desenvolver suas habilidades e melhorar sua inclusão social. Para isso, será realizada uma avaliação do paciente, junto de um diagnóstico e plano de tratamento.

Muitos fonoaudiólogos usam a criatividade para motivar e entreter as crianças. Assim, com criatividade, o profissional consegue transformar e adaptar às atividades para as diferentes faixas etárias e dificuldades que cada criança apresenta. Afinal, a diversão faz toda a diferença na hora do aprendizado – e não é diferente durante a visita ao fonoaudiólogo.

Fonoaudiologia para crianças: será que é indicado para meu filho?

São várias as indicações da fonoaudiologia para crianças. Vamos ver as principais divididas por faixa etária.

Recém-nascidos e bebês

Nessa fase, o fonoaudiólogo auxilia realizando o Teste da Orelhinha e o Teste da Linguinha – que identificam precocemente alterações na audição e no frênulo lingual do bebê.

Outra atuação do profissional é ajudando o bebê a sugar corretamente o peito, o que evita a pega incorreta e as fissuras das mamas. Os mais novinhos também podem ter problemas para se alimentar. Isso pode ser ocasionado por vários motivos, como: dificuldades para deglutir (engolir), aversão à textura sólida, impossibilidade de mastigação etc.

O fonoaudiólogo para crianças deve ser procurado, ainda, caso o seu filho apresente dificuldades em entender sua comunicação. Mesmo que ele ainda não saiba falar, a criança deverá conseguir compreender algumas brincadeiras e ordens simples, como dar tchau, fazer biquinho e outros. Se, mesmo ensinando, você nota que o bebê não responde aos comandos, é hora de buscar ajuda profissional.

Outro ponto em que o profissional consegue ajudar nessa idade é na retirada da chupeta e da mamadeira, evitando problemas futuros, especialmente com a má oclusão dentária.

Entre 2 a 5 anos

Nesse período, a criança passa a utilizar a linguagem oral e a desenvolvê-la, tornando-se um falante fluente.

Se você notar que a linguagem parece não mudar ao longo dos meses, é melhor procurar um fonoaudiólogo para crianças. Muitos pais acreditam que é preciso aguardar até os 3 anos – mas essa regra não se aplica a todas as pessoas.

Caso, entre os 2 e 5 anos, você notar que seu filho tem tido alterações na produção de fala, é importante buscar ajuda. Alguns problemas comuns são a gagueira, a troca de fonemas (por exemplo, a criança iria falar “prato”, mas fala “pato”) e demais atrasos na linguagem.

Outro ponto no qual os profissionais costumam ajudar é na mastigação. Os sinais de problemas são: engasgos, má digestão e problemas gerais na saúde da criança.

A partir dos 6 anos de idade

Essa é a etapa de alfabetização. Caso, mesmo finalizado o processo, seu filho ainda apresente dificuldades na leitura e na escrita ou seja considerado “preguiçoso” e “desinteressado”, o melhor é prestar atenção.

Afinal, esses são alguns dos sinais dos distúrbios da aprendizagem, da linguagem e da audição. O fonoaudiólogo pode atuar em conjunto com outros profissionais ajudando os familiares e o desenvolvimento correto da criança.

Além disso, você poderá notar outros sinais em qualquer fase da vida da criança que merecem atenção profissional, como: gagueira, rouquidão, respiração bucal e má oclusão dentária. Quanto mais cedo o acompanhamento for feito, mais rápidos serão os resultados.

Neste conteúdo, você aprendeu que a fonoaudiologia para crianças é capaz de ajudar no desenvolvimento dos pequenos de diversas maneiras, tanto melhorando a linguagem oral, como resolvendo outros problemas comuns, por exemplo, dificuldades de mastigação, troca de letras ou fonemas, gagueira, dificuldades de aprendizagem etc.

Gostou das nossas dicas? Ajude outros papais a entenderem melhor sobre a fonoaudiologia para crianças: compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *